sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Eduardo voltou a não dormir de noite.Faz dois dias que estamos indo dormir as cinco da manhã. O Eduardo, 28 anos (surdo-cego e deficiência mental profunda) voltou a não dormir de noite. Há duas noites que não durmo. Ontem estava nervoso, agitado, mal-humorado. Resmungava, chorava para tomar banho, para comer. Complicado, difícil e cansativo. Cada dia é uma luta,e só Deus para me dar força.