segunda-feira, 5 de setembro de 2011

A descoberta da CMV


Todos os profissionais diziam que eu tive rubéola, depois de tanto brigar fui a um neuropediatra especialista em congênitas que pediu um exame de sangue do Du, por que os anticorpos estariam nele e também pediu uma tomografia.
Resultado: o exame de sangue foi reagente para CMV, quando o neuro viu a tomografia ele me disse: Mãe desculpe o que eu vou falar, mas eu nunca vi uma tomografia tão linda de Citomegalovírus. Eu fiquei chocada por que nunca tinha ouvido falar nesse vírus, cito o quê? O neuro explicou que era um vírus, parente da varicela e causava calcificações cerebrais.
Foi ao mesmo tempo um alívio descobrir que era citomegalovírus, para as pessoas pararem de gritar comigo que era rubéola, e triste por que havia pouca pesquisa sobre esse vírus na época.

Resumo: Quando o Du tinha 8 meses de idade já tinha cardiologista, oftalmologista, pediatra, neurologista,ortopedista, fisioterapeuta, duas fonoaudiólogas.
Descobri que era a CMV que tinha causado todas as deficiências e o tratamento com as fonos não deram resultado, e até hoje o Du tem dificuldade para comer, não mastiga e a comida tem que ser pastosa.
O Du chorou muito até os 6 meses de idade , levava no pediatra e não descobria nada. Até que levei no otorrinolaringologista e descobriu que ele estava com otite. Passou remédio e parou de chorar.